top of page

Planta Baixa x Projeto: entenda a diferença


A planta baixa é uma produção de nome bastante popular quando se fala em projeto arquitetônico. Ao abordar esse tema, vamos esclarecer sobre o que é a planta baixa e de que forma ela está contida no processo de projetar.

escritorio arquitetura brasilia planta baixa

O que é a planta baixa?

A planta baixa é um desenho técnico do projeto arquitetônico que é feito a partir de um corte horizontal, à altura de 1,5m a partir de sua base. Esse desenho, então, é uma visão imaginária daquilo que se observaria nessa altura. Com essa altura, captam-se os principais elementos de arquitetura, como: paredes, portas, janelas e bancadas. Além dos elementos desenhados, a planta baixa de arquitetura deve conter as informações mais relevantes para a construção, como um desenho norteador, que leva o espectador à leitura dos demais desenhos e especificações. Portanto, vale comparar a planta baixa a um mapa.

planta baixa diagrama

Fonte: CADKlein


Antes de continuar sua leitura, saiba que também publicamos este conteúdo em formato de vídeo:



planta baixa

A planta baixa não é o início do projeto

É muito comum que deem à planta baixa o tratamento de desenho norteador ou desenho primário de um projeto. Um projeto bem pensado, porém, começa por diversas análises acerca do espaço existente – o terreno ou o local a ser reformado – e, também, a respeito de seus usuários. E um projeto de excelência passa, ainda, por outros processos de produção antes de se chegar à planta baixa.

Portanto, para que não se pulem etapas essenciais, não é recomendado que se inicie o projeto pela planta baixa.

A planta baixa não é o fim do projeto

Também há quem veja a planta baixa como um produto final do projeto arquitetônico. Não raramente ouvem-se expressões como “eu gostaria da planta baixa”, com o objetivo de resumir o produto final do projeto arquitetônico. Ocorre que a planta baixa é um dos produtos de um projeto de arquitetura, sendo ela apenas um dos desenhos técnicos necessários para que a obra seja executada. Na maioria das vezes a planta baixa é, sim, o desenho mais importante, por demonstrar uma visão mais global do projeto e conter as informações-chave para compreensão dos outros desenhos técnicos, mas é preciso ter em mente que ela não é o único produto de um projeto de arquitetura.

Nem tudo são plantas

O projeto arquitetônico envolve outros desenhos técnicos, além da planta baixa, como por exemplo: planta de situação, planta de locação/implantação, planta de cobertura, planta de paisagismo, planta de layout, planta de forro, planta de paginação, cortes, fachadas e vistas. Como foi falado, chamam-se plantas aqueles desenhos em que se imagina a observação vista de cima, por isso é inadequado chamar cortes, fachadas e vistas de plantas.

 

Um processo de projeto de arquitetura engloba várias etapas, e a produção do desenho técnico é uma delas. A planta baixa é, na maioria dos casos, o desenho mais importante na execução da obra. Trata-se de um dos tantos desenhos técnicos. E os desenhos técnicos, por sua vez, são apenas uma parte do projeto.

Longe de subestimar a importância das plantas baixas ou dos desenhos técnicos, mas é preciso que se compreenda a dimensão do projeto de arquitetura e que este é composto por diversas etapas, produtos e tipos de representação.

2.098 visualizações0 comentário

留言

評等為 0(最高為 5 顆星)。
暫無評等

新增評等

Fique por Dentro

Gratos!

bottom of page